Prestação da casa nunca foi tão baixa

Com a descida das taxas Euribor, os portugueses continuam a assistir a uma queda da prestação do crédito à habitação.

As taxas Euribor continuam a renovar mínimos consecutivos, o que são boas notícias para as famílias com crédito à habitação. Atualmente, as taxas a três e seis meses encontram-se abaixo de 0,25% e 0,5%, respetivamente.

A tendência de queda voltou a repetir-se hoje com a Euribor a três meses a cair para 0,244%, enquanto a taxa a seis meses, principal indexante utilizado no crédito à habitação em Portugal, recuou para 0,476%.

Com estas descidas acentua-se a queda da média mensal, que serve de referência para o cálculo da prestação da casa. Apesar do mês de setembro ainda não ter terminado, com os valores atuais a prestação está no valor maix baixo de sempre.

De acordo com os cálculos do Dinheiro Vivo, num empréstimo de 100 mil euros, a 30 anos, indexado à Euribor a três meses, a prestação atual é de 333,77 euros, o valor mais baixo de sempre. Já num empréstimo com as mesmas condições, mas indexado à Euribor a seis meses, o encargo mensal passará a ser no próximo mês de 345,50 euros, o montante mais baixo de sempre. Contas feitas e representa uma queda de 58 euros este ano, em ambas as simulações.

Com as expectativas a apontarem para a manutenção de queda das taxas Euribor, o mais provável é que a prestação volte a renovar mínimos históricos. 

 
A Euribor a três meses já está abaixo de 0,25% e a seis meses situa-se abaixo de 0,5%

Fonte: Dinheiro Vivo em 18/09/2012

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE