Guia : Cinco passos para criar uma empresa

Os principais requisitos que um empreendedor deve cumprir antes de se lançar num novo negócio.

Uma boa ideia pode resultar numa empresa de sucesso. Além do financiamento necessário, um projecto empresarial exige vários cuidados essenciais, entre os quais um bom plano de negócio e um estudo de mercado, e o cuidado de proteger a ideia e o produto. Anote cinco dicas básicas para qualquer empreendedor.

1 – Definir plano de negócio
Para se criar uma empresa de sucesso é necessário ter em conta várias condicionantes, internas e externas, que podem ser decisivas. Antes de transformar uma boa ideia num negócio, o empreendedor deve fazer um estudo para analisar as oportunidades de mercado ou para apurar se o projecto dá resposta a uma necessidade ainda não satisfeita ou se responde nas melhores condições a necessidades para as quais já existe oferta.

2 – Agilizar burocracia
Com o balcão “Empresa na hora” é possível abrir uma empresa, em sociedade ou não, da forma mais rápida e imediata. Actualmente existem 218 postos de atendimento a nível nacional e o custo deste serviço é de 360 euros, sendo feito o pagamento no momento da constituição da empresa. No caso das sociedades cujo objecto social seja o desenvolvimento tecnológico ou a investigação, o custo é de 300 euros. No balcão é feito o pacto da sociedade e efectuado o registo comercial.

3 – Proteger a ideia
As ideias e produtos originais e inovadores devem ser protegidos legalmente, através de um conjunto de direitos que lhe conferem a utilização, em exclusivo, da respectiva informação técnica, comercial e industrial. É neste conjunto de direitos que assenta a propriedade industrial. Para registar uma patente (protecção legal do produto ou ideia) é necessário cumprir três requisitos: ser uma novidade (não estar contido no estado da técnica), ter aplicação industrial (reprodutibilidade industrial) e ser uma actividade inventiva (que não é óbvia).

4 – Registar patentes
O registo da propriedade industrial envolve alguns custos, materializados no pagamento de taxas periódicas, nos prazos legais, de forma a que os direitos não percam a validade. As marcas, por seu lado, podem ser mantidas através da renovação do pagamento das taxas devidas. Um pedido de patente nacional tem um custo variável, dependendo do modo de submissão (‘online’ ou em papel). Se for solicitado via Internet, o seu valor é de 101,4 euros. Já em papel, esta taxa sobe para o dobro. A estes custos podem ainda acrescer despesas de consultoria.

5 – Garantir financiamento
O objectivo financeiro da empresa consiste em conseguir, num dado momento, o financiamento necessário em condições de custo e prazos adequadas. É necessário encontrar fontes económicas para que o risco financeiro da empresa seja minimizado. Assim, existem vários tipos de financiamento a que o empreendedor pode recorrer para iniciar um negócio: o financiamento bancário, que pode ser de curto ou de médio e longo prazos; através de sociedades de capital de risco, que têm por objectivo a participação temporária e minoritária no capital social das empresas; através de ‘business angels’ que são, na sua maior parte, antigos empreendedores que alienaram o negócio e que pretendem reinvestir uma parte dos seus capitais em empresas que lhes permitam continuar a participar em novos negócios; através da garantia mútua; de empréstimos de médio e longo prazo; ou através de locação financeira.

Trabalho publicado na edição de 25 de Julho de 2012 do Diário Económico

1 Comentários

  1. Excelente…
    Bastava os políticos serem despedidos e passarem a ser empreendedores que metade da burocracia desapareceria, e a economia renascia com maior vigor.
    Assim….continuamos a navegar na maionese.

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE