APOIOS FINANCEIROS PARA PME´S EM RISCO DE FALÊNCIA

As PMES´s com dificuldades financeiras vão receber fundos do QREN para evitarem a falência.

Vão ser reorientados fundos regionais no montante de 90 milhões de euros do QREN para a revitalização de PME´s com viabilidade económica mas que se encontrem em risco de falência.

Com estes 90 milhões do QREN, o Governo pretende apoiar as empresas e assim evitar mais falências.

O programa de revitalização das empresas económicamente viáveis também será extendido às empresas sediadas em Lisboa e no Algarve. Também para essas empresas serão disponibilizados fundos comunitários para apoiar a sua revitalização.

A noticia foi veículada pelo secretário de Estado adjunto da Economia, Almeida Henriques que divulgou a intenção do Governo  em analisar a possibilidade de dedicar fundos do QREN para as PME’s de Lisboa e do Algarve, uma vez que a situação específica dessas regiões carece igualmente de apoios financeiros para a sua revitalização.

Com este programa o Governo pretende aumentar em 90 milhões de euros os apoios financeiros às empresas portuguesas em risco de falência, sendo que o Executivo dedicou esses fundos à criação de três fundos regionais de revitalização para PME´s:

- 40 milhões para o Feder (região Norte)

- 40 milhões para a região Centro

- 10 milhões para o Alentejo.

Estes fundos só serão libertados após a conclusão da “operação de limpeza” que está a ser levada a cabo e que permitirá a libertação de verbas dos fundos comunitários que não estão sequer a ser utilizadas.

Almeida Henriques garantiu que os fundos estarão operacionais no final de Julho, ou seja, as PME´s portugueses poderão ter um Verão “quente” em apoios, pois será nessa altura se prevê que sejam iniciados os primeiros processos de revitalização.

Esperemos que o Governo acelere a disponibilização desses fundos, pois as PME´s portuguesas estão a necessitar de apoios financeiros, ou seja de financiamento para as suas tesourarias de forma a evitar mais falências.

Lá diz a velha máxima financeira “as empresas não morrem pelos resultados, mas tal como o peixe, morrem pela boca, isto é, pela tesouraria”. Assim, é muito importante que as empresas viáveis sejam salvas da “morte”…

 03/05/2012

Para mais informações consulte a equipa Apoios Financeiros…

8 Comentários

  1. Lopes

    De tudo o que se lê e ouve, parece-me bem, no entanto apesar de existir já guias para iniciar o pragrama de revitalização e serem divulgados números e mais números para apoio nada se diz sobre a forma da sua utilização. Gostava de ser informado sobre a forma de ligação entre o início de adesão ao programa revitalizar e posterior recurso aos apoios financeiros.

  2. Antonio

    gostaria de saber qual a entidade que trata destes apoios do QREN na zona de Serpa E Beja

  3. Francisco

    As minhas principais dificuldades são as cobranças, tenho muito dinheiro para receber na mão dos clientes, mas não consigo receber, já gastei muito dinheiro com advogados e tribunais e os resultados são negativos.

  4. Francisco

    As despesas são as mesmas, as cobranças é que são difíceis e lentas, e outras não se recebem.

  5. Francisco

    O que é que eu devo fazer?

  6. O que é necessario fazer para ter este tipo de apoio?

  7. joaquim Gonçalves

    Boa tarde sou socio gerente de uma empresa têxtil em paços de ferreira com 23 funcionários já existente desde 2006 temos uma empresa viável mas a quatro anos concorremos a projeto do qren que foi aprovado e gastamos todo o nosso capital em função do mesmo e recorremos a banca para acabar o investimento que assim obrigava , fomos informados depois algum tempo que o projeto estava cancelado e nunca mais conseguimos ter uma situação financeira estável, e possível contrair um empréstimo para que possamos resolver todos os nossos problemas mesmo estando endividados? obrigado

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE