Indicadores económicos dos EUA sobem mais do que o esperado em Julho

O índice que reúne os principais indicadores económicos dos Estados Unidos subiu 0,9% em Julho, o maior avanço dos últimos quatro meses. A impulsionar estiveram sobretudo, os progressos no mercado de trabalho e no sector da construção.

O índice do Conference Board, que agrega os principais indicadores da economia norte-americana, sobre as perspectivas económicas para os próximos três a seis meses, registou a maior subida dos últimos quatro meses, em Julho. O índice avançou 0,9% no mês passado, depois da subida de 0,6% registada em Junho.  

A média das previsões dos 49 economistas consultados pela Bloomberg apontava para um avanço de 0,6%, o mesmo registado em Junho, pelo que o resultado superou as expectativas.

A criação de mais postos de trabalho está a reforçar o sentimento de confiança e a procura entre as famílias dos Estados Unidos, e a dar um novo impulso à recuperação económica, que está agora no seu sexto ano de expansão.

“Não há nenhuma indicação real de que a economia vá mudar de direcção brevemente”, disse à Bloomberg Scott Brown, economista-chefe da Raymond James & Associates. A subida do índice, acrescenta Scott Brown, “é muito positiva e consistente com os dados económicos que temos visto. Estamos definitivamente no caminho da recuperação”.

Sete dos dez indicadores contribuíram para a subida do índice no mês de Julho, destacando-se os respeitantes à queda dos pedidos de subsídio de desemprego e ao crescimento das licenças de construção.

Já esta quinta-feira, o Departamento do Trabalho norte-americano anunciou que os pedidos de subsídio diminuíram em 14 mil para 298 mil na semana que terminou a 16 de Agosto, o que sinaliza, mais uma vez, a recuperação do mercado de trabalho norte-americano.

Fonte: Negócios em 21/08/2014

 

 

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE