Médicos de família passam a assegurar cuidados de saúde do trabalho

A portaria em causa regula a possibilidade de a promoção e vigilância da saúde a determinados grupos de trabalhadores — independentes, de serviço doméstico, agrícolas sazonais, aprendizes de artesãos, pescadores e funcionários de microempresas — poder ser assegurada através de unidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Assim, a partir de 22 de junho, passa a competir aos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) “prestar os cuidados de saúde primários no âmbito da saúde do trabalho, visando significativos ganhos em saúde no local de trabalho”.

Fonte: Agência Lusa em 23/05/2014

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE