Guia: 13 passos para um Facebook seguro

01[1]Das regras de privacidade às denúncias, saiba o que pode fazer para proteger a sua página e a informação que lá põe.

Os passos essenciais para assumir o controlo da sua página e saber como reagir quando alguma coisa lhe foge ao controlo

1. Crie listas de amigos e grupos
Avaliar o tipo de informação que se pretende partilhar e com quem é fundamental. Pretendemos mesmo mostrar todas as suas publicações aos nossos colegas de trabalho e, em simultâneo, aos nossos amigos mais próximos? No Facebook é possível criar listas personalizadas, limitando tudo o que se partilha. A página “Como criar uma nova lista para organizar os meus amigos” oferece todos os pormenores sobre o assunto.

Leia também: Há etiqueta nas redes sociais. 5 gaffes a evitar

2. Familiarize-se com as definições de privacidade
As definições de privacidade do Facebook ajudam a controlar quem se pode ver as publicações e a forma como nos conectamos a outras pessoas. Consulte regularmente estas definições.

3. Confirme a forma como os outros veem o seu perfil
No Facebook podemos verificar exatamente como tanto o público como uma pessoa em específico veem a nossa cronologia usando a ferramenta “Ver como”, disponível nos atalhos de privacidade.

4. Veja o seu registo de atividade
O Facebook tem um registo de atividade que está apenas disponível para consulta do próprio utilizador. É aqui que se consegue ver e controlar a privacidade dos conteúdos publicados.

5. Confirme qual é a sua audiência antes de publicar
No Facebook há a possibilidade de escolher com quem se partilha um conteúdo – Amigos, Amigos dos Amigos, Público… – antes de publicar uma atualização.

6. Pense antes de fazer um tag e verifique que tags lhe fazem
Através do registo de atividade é possível verificar todos os tags e removê-los, se for caso disso. Porém, usando a opção “denunciar” é simples pedir que sejam efetivamente removidos.

7. Não partilhe a sua password
Para manter a conta protegida, é elementar não se partilhar a password, mas o Facebook dá mais dicas de segurança sobre como, por exemplo, escolher uma password forte, alterar uma password ou configurar a conta para que ninguém possa aceder sem um código.

8. Aprenda a bloquear pessoas
Se alguém nos incomoda no Facebook basta ativar a opção “bloquear”, disponível em cada perfil. Além disso, há também a possibilidade “O que é que posso fazer para alguém deixar de me incomodar?”, no canto superior direito. Mas note-se que ao bloquear alguém não poderemos contactar mais essa pessoa via Facebook.

9. Aprenda a usar as ferramentas de denúncia 
Se alguém está a violar as normas comunitárias do Facebook ao publicar conteúdos abusivos é possível fazer-se uma denúncia.

10. Peça aos seus amigos para eliminarem conteúdos
Se alguém publica algo como uma foto embaraçosa mas que não viola as regras do Facebook é possível recorrer às ferramentas de denúncia social aqui.

11. Converse sobre segurança online
Os pais devem conversar sobre segurança online com os filhos desde cedo e de forma regular. Uma das melhores formas de iniciar o diálogo é perguntar se acham o Facebook importante. Além disso, os pais podem mostrar-lhes como definem a sua privacidade na rede social, bem como discutir o que é apropriado partilhar – ou não. Podem ser consultadas mais dicas aqui.

12. Fique atualizado na página Facebook Safety
A página Facebook Safety funciona como uma conversa sobre segurança online em que todos podem participar.

13. Conheça o Centro de Segurança Familiar
Para os pais, professores e adolescentes que procuram conselhos sobre segurança online foi criado o Centro de Segurança Familiar. Porém, também há muita informação no Centro de Ajuda do Facebook.

Fonte: Dinheiro Vivo em 14/02/2014

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE