Já estão disponíveis os impressos do IRS para 2014

Os impressos do IRS que vão vigorar em 2014 já foram publicados e uma das principais diferenças face aos de 2013 surge no Anexo para a declaração dos rendimentos de rendas. Porque, pela primeira vez, os senhorios vão poder indicar se querem que as rendas sejam englobadas aos restantes rendimentos ou sujeitas a uma taxa autónoma de 28%.

Senhorios podem pela primeira vez optar pela tributação autónoma das rendas. A taxa é de 28%.

Esta taxa foi criada em 2013, mas só nas próximas declarações de IRS (cuja entrega em papel arranca em fevereiro) será possível utiliza-la pela primeira vez para os rendimentos prediais.

Na prática, esta solução permite aos proprietários com casas arrendadas, isolar as rendas dos restantes rendimentos, como os provenientes de trabalho e de pensões, e sujeita-las a uma taxa autónoma de 28%. Caso opte pelo englobamento, terá então de englobar também os rendimentos obtidos com juros de depósitos e mais-valias.

Leia também: Perdão fiscal: hoje é o último dia para regularizar as dívidas às Finanças e à Segurança Social

“A opção pelo englobamento ou pela tributação autónoma deve ser concretizada assinalando o campo 8 ou 9, respetivamente”, refere a nota explicativa de preenchimento que acompanha este Anexo F, acentuando ainda que “a opção pelo englobamento determina que sejam tributados por englobamento os restantes rendimentos prediais, de capitais e mais-valias de valores mobiliários declarados noutros anexos pelos membros do agregado, como dispõe o n.º 5 do artigo 22.º do Código do IRS”.
Para 2014 há ouros Anexos com ligeiras alterações face a 2013, mas vários mantém-se sem alterações. Estão nesta caso a declaração Modelo 3 (a chamada folha de rosto da declaração do IRS), o Anexo A (para quem tem apenas rendimentos de trabalho dependente ou de pensões)  e os anexos G e G1 (para mais valias).

Esta declaração servirá também para os contribuintes verificarem pela primeira vez se as novas tabelas de retenção na fonte estão ou não ajustadas ao novo esquema de escalões de IRS.

Veja os impressos aqui

A entrega das declarações de IRS para os rendimentos auferidos em 2013 arranca em fevereiro, para quem pretende acertar as contas em papel e tem apenas rendimentos de trabalho dependente e pensões. Seguem-se. nos meses seguintes as restantes categorias e as entregas pela Internet.

 

Fonte: Dinheiro Vivo em 31/12/2013

 

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE