FUNDOS: APOIOS DO REVITALIZAR PARA AS PME´S

3d human with a red question markO Ministro da Economia anunciou que vão ser desbloqueados 220 milhões de euros às PME´s que se encontram em dificuldades até ao final de Agosto.

São boas notícias para as PME´s que estão em dificuldades e aderiram ao REVITALIZAR.

Pires de Lima, actual Ministro da Economia deu as boas novas às empresas. Segundo as suas afirmações os fundos do REVITALIZAR ficarão desbloqueados até ao fim do corrente mês.

São apoios financeiros para empresas que aderiram ao REVITALIZAR na ordem dos 220 milhões de euros. Estes fundos do programa REVITALIZAR foram criados pelo seu antecessor Álvaro Santos Pereira.

Os fundos para apoiar as PME´s ascendem globamente a 220 milhões de euros, sendo que a sua composição foi repartida entre os fundos via QREN e Banca - 110 milhões de euros serão captados pela participação de fundos comunitários do QREN e os restantes 110 milhões de euros terão a comparticipação da banca.

O ministro da Economia elogiou a concepção do programa REVITALIZAR e fez questão de realçar que este programa foi “muito bem concessionado, concebido e apresentado” pelo seu antecessor no cargo, Álvaro Santos Pereira.

O programa foi lançado logo no ínicio de 2012, mas faltava a sua operacionalização, situação que está agora ultrapassada.

Os fundos serão geridos por Capitais de Risco que serão alocados em 3 centros distintos do país:

- Um polo ficará responsável pelas empresas do Norte do país com uma dotação de 80 milhões de euros;

- Outro polo gerirá os fundos a atribuir às empresas do Centro do país e contará igualmente com uma dotação de 80 milhões de euros;

- O terceiro polo assimirá a gestão dos fundos a conceder às empresas de Lisboa e todo o Sul do país que terá alocados 60 milhões de euros.

 Os fundos do REVITALIZAR permitirão às PME´s que aderiram ao programa capitalizarem-se desde que demonstrem viabilidade económica e capacidade de crescimento sustentado.

Agosto/2013

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE