Nova linha de crédito ‘PME Exportações’: Mais 500 milhões de euros para financiamento às PME

O Ministério da Economia e do Emprego reforça o apoio às empresas exportadoras com o lançamento de uma nova linha de crédito no valor de 500 milhões de euros para financiamento de encomendas firmes com origem em mercados externos.

O objetivo deste instrumento é colmatar as tradicionais dificuldades de acesso ao crédito pelas empresas, especialmente pelas PME, suportando as necessidades de financiamento, durante o período de execução e recebimento da encomenda, resultantes da atividade exportadora nacional.

Com um período de vigência de um ano (eventualmente prorrogável), e prazos de financiamento às empresas até 3 ou 4 anos, a linha de crédito ‘PME Exportações’ é constituída por duas sublinhas específicas destinadas a financiar encomendas firmes de bens e serviços colocadas por clientes estrangeiros (com uma dotação de 400 milhões de euros), e o financiamento à  exportação de bens com longos ciclos de fabrico e faturação (dotação de 100 milhões de euros).

Como operações enquadráveis, destaca-se o desconto junto da banca de encomendas externas firmes, no caso da exportação de bens e serviços, num montante por operação que pode atingir os 80% do valor da encomenda, e, no caso da exportação de produtos de longo ciclo produtivo, de empréstimos de médio prazo e locação financeira de equipamentos, num limite de 500 mil euros por operação.

O valor máximo por empresa, em acumulado das duas sublinhas, é de 2 milhões de euros.
A taxa de juro a suportar pelas empresas é indexada à Euribor, a três meses, com spreads que podem variar entre 3,51 % e 4,65 %, conforme os escalões de risco e o tipo de sublinha ( ver Ficha Técnica em anexo ).

A implementação deste instrumento é feita através da Banca, sendo o apoio publico a este instrumento materializado por Garantia Mútua, correspondente a 60% do capital em dívida.

Fonte: IAPMEI/Julho de 2013

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE