Quer lançar um negócio? Siga 5 passos essenciais

O essencial, além de se certificar de que há público para a sua ideia, é divertir-se com aquilo que vai fazer.

Todos conhecemos negócios que parecem ter sido criados num momento de alinhamento perfeito dos astros. Quando lhe contaram a ideia acreditou que não era nada de especial, nunca percebeu como o projecto conseguiu financiamento e seria capaz de jurar que tudo não passaria de uma brincadeira (não exactamente barata) com poucos meses de validade. No entanto, por artes mágicas tudo bateu certo e acabou por constatar que o ditado é bem verdadeiro: mais vale cair em graça…

OK, tem uma ideia e até juntou algum dinheiro que lhe permite lançar-se no mundo dos fazedores sem ter de recorrer a créditos. Mas será que tem aquilo que é preciso para se sair bem? Teste o seu potencial.

1. Antes de mais, precisa de ser objectivo na resposta a uma pergunta essencial: o que é que o seu negócio tem de mais para conquistar clientes suficientes para garantir a sua subsistência? Faça uma lista das vantagens e sonde alguns amigos para testar a sua ideia. Pergunte-lhes se gostariam de poder usufruir de determinado serviço ou se não resistiram a um dado produto. Ou o que tornaria irrecusável uma proposta. Aproveite as pistas para melhorar a sua ideia – ou comece do zero se perceber que se vai meter numa alhada…

2. Quando estiver confiante de que tem uma receita vencedora, crie um cliente-tipo (aquele que imagina como alvo do seu negócio e em quem vai testar todas as suas ideias) e dê início ao desafio. Nesta fase de lançamento, esqueça o cansaço, deixe os horários para trás e dedique cada grama da sua energia ao nascimento do seu negócio. Mas sem nunca perder o sentido da paixão e ambição que o levaram àquele momento.

3. O entusiasmo é um dos ingredientes mais importantes no momento de lançar um projecto. Estabeleça objectivos realistas e curtos e perca algum tempo a celebrar cada pequena vitória. É essencial deixar-se animar pelas coisas boas – até porque, naturalmente, vai sentir-se frustrado com cada obstáculo imprevisto.

4. Deve ainda estipular uma agenda e tentar manter-se fiel aos passos e aos prazos que estabelecer. Seja rígido, mas não inflexível naquilo que não depender só de si – se precisa de ajuda, não tenha medo de mostrá-lo, antes envolva as pessoas no seu projecto de forma a que também elas o sintam como um pouco seu.

5. Antes do lançamento, certifique-se de que tudo está como imaginou – não ceda nem apresse processos. Se for preciso, adie por uma semana, até que as coisas estejam prontas a funcionar a 100%. E depois de começar, prepare-se para ajustar a sua criação à medida dos desejos dos clientes e necessidades da sua equipa – sem desvirtuar o projecto, claro. E sem nunca se esquecer de se ir divertindo e celebrando cada vitória. Afinal, qual é a piada de ser o seu próprio chefe a fazer aquilo que sempre sonhou se isso não o diverte nem um bocadinho?

Fonte: Dinheiro Vivo em 15/07/2013

2 Comentários

  1. Ricardo

    Somos um casal, ligado a área cultural e gostaríamos de criar um Hostel Rural, gostaríamos de obter informação acerca de eventuais programas de apoio, sendo que a viabilidade parece-nos adequado dentro do sector.
    Obrigado

  2. Paula

    Bom dia! Sou licenciada na área das ciências sociais e gostaria de criar um Lar na zona do alentejo. Quais os primeiros passos e a que apoios financeiros poderei recorrer uma vez que não disponho de meios financeiros elevados? Obrigada!

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE