APOIOS FINANCEIROS DO BES: MICROCRÉDITO / EMPREENDORISMO

O BES anunciou a criação de mais uma linha de crédito para apoiar projectos de novos empreendedores. São 8,75 milhões de euros de apoios financeiros para o relançamento da actividade económica em Portugal sobre a forma de microcrédito.

Este crédito empresarial que visa a criação de empresas por parte de empreendedores que tenham dificuldades em aceder a outras linhas de crédito conta com o apoio do Fundo Europeu de Investimento (FEI). O BES foi o primeiro banco português a assinar com o FEI este tipo de operação financeira que irá constituir-se como uma linha de crédito especial para apoiar projectos de microcrédito e empreendedorismo.

O Banco Espírito Santo (BES) celebrou assim um contrato de financiamento no valor de 8,75 milhões de euros com o Fundo Europeu de Investimento (FEI), recorrendo desta forma à captação de importantes verbas para apoiar a economia nacional, no âmbito do programa europeu de apoio ao microcrédito e empreendedorismo, promovido pela Comissão Europeia e pelo Banco de Europeu Investimento (BEI).

Os projectos a apoiar devem contribuir para potenciar o incremento do microcrédito por parte de micro-empresas, trabalhadores por conta própria ou desempregados que pretendam assim criar o seu próprio negócio/emprego. Os fundos a atribuir a cada projecto não poderão exceder 25 mil euros por entidade/promotor.

Tanto o Millennium BCP como o BES têm vindo a conceder crédito através de linhas específicas de microcrédito e microfinança a nível nacional, mas com esta operação a capacidade de financiamento à economia será bastante alargada.

Segundo os responsáveis do BES, o banco responde assim aos desafios lançados recentemente pelo Governo para que a banca reanime o crédito à economia, assumindo como principal objectivo deste apoio ao microcrédito e às micro empresas  “impulsionar a economia e promover o emprego ao potenciar a inclusão social, como forma de resposta ao actual contexto socioeconómico”.

Estes importantes apoios financeiros do FEI “Fundo Europeu de Investimento” conquistados pelo BES poderão ser uma rampa de relançamento do tecido microempresarial português que tem vindo a ser devastado pela crise económica.

 Abril 2013

3 Comentários

  1. Luisa Vieira

    Boa tarde
    ,gostaria como aceder a este apoio financeiro,para criação do próprio negocio,no ramo de restauração.A empresa onde trabalho está para fechar e não queria de modo algum ficar inactiva,somos duas promotoras que desejaríamos avançar com este projecto,agradecia da vossa parte algum esclarecimento.Aguardando uma resposta da vossa parte.Com os melhores cumprimentos
    Luisa Vieira

  2. tiago guedes

    boa noite . tomei conhecimento deste impulsso a pme e empresarios em nome individual., estando assim a querer impulssionar o meu negocio e nao ter plaphont para tal ,gostaria que me esclarecessem para tal . tenho actividade recente e conta no banif recem aberta

Deixe o seu comentário

 

TV ONLINE